36 YA-SİN

  • 36:1

    Yá, Sin.

  • 36:2

    Pelo Alcorão da Sabedoria.

  • 36:3

    Que tu és dos mensageiros,

  • 36:4

    Numa senda reta.

  • 36:5

    É uma revelação do Poderoso, Misericordiosíssimo.

  • 36:6

    Para que admoestes um povo, cujos pais não foram admoestados e permaneceram indiferentes.

  • 36:7

    A palavra provou ser verdadeira sobre a maioria deles, pois que são incrédulos.

  • 36:8

    Nós sobrecarregamos os seus pescoços com correntes até ao queixo, para que andem com as cabeças hirtas.

  • 36:9

    E lhes colocaremos uma barreira pela frente e uma barreira por trás, e lhes ofuscaremos os olhos, para que não possamver.

  • 36:10

    Tanto se lhes dá que os admoestes ou não; jamais crerão.

  • 36:11

    Admoestarás somente quem seguir a Mensagem e temer intimamente o Clemente; anuncia a este, pois, uma indulgência euma generosa recompensa.

  • 36:12

    Nós ressuscitaremos os mortos, e registraremos as suas ações e os seus rastros, porque anotaremos tudo num Livrolúcido.

  • 36:13

    E lembra-lhes a parábola dos moradores da cidade, quando se lhes apresentaram os mensageiros.

  • 36:14

    Enviamos-lhes dois (mensageiros), e os desmentiram; e, então, foram reforçados com o envio de um terceiro; (osmensageiros) disseram-lhes: Ficai sabendo que fomos enviados a vós.

  • 36:15

    Disseram: Não sois senão seres como nós, sendo que o Clemente nada revela que seja dessa espécie; não fazeis mais doque mentir.

  • 36:16

    Disseram-lhes: Nosso Senhor bem sabe que somos enviados a vós.

  • 36:17

    E nada nos compete, senão a proclamação da lúcida Mensagem.

  • 36:18

    Disseram: Auguramos a vossa desgraça e, se não desistirdes, apedrejar-vos-emos e vos infligiremos um dolorosocastigo.

  • 36:19

    Responderam-lhes: Que vosso augúrio vos acompanhe! Maltratar-nos-eis, acaso, porque fostes admoestados? Sois, certamente, um povo transgressor!

  • 36:20

    E um homem, que acudiu da parte mais afastada da cidade, disse: Ó povo meu, segui os mensageiros!

  • 36:21

    Segui aqueles que não vos exigem recompensa alguma e são encaminhados!

  • 36:22

    E por que não teria eu de adorar Quem me criou e a Quem vós retornareis?

  • 36:23

    Deverei, acaso, adorar outros deuses em vez d'Ele? Se o Clemente quisesse prejudicar-me, de nada valeriam as suasintercessões, nem poderiam salvar-me.

  • 36:24

    (Se eu os adorasse), estaria em evidente erro.

  • 36:25

    Em verdade, creio em vosso Senhor, escutai-me pois!

  • 36:26

    Ser-lhe-á dito: Entra no Paraíso! Dirá então: Oxalá meu povo soubesse,

  • 36:27

    Que meu Senhor me perdoou e me contou entre os honrados!

  • 36:28

    E depois dele não enviamos a seu povo hoste celeste alguma, nem nunca enviaremos.

  • 36:29

    Foi só um estrondo, e ei-los inertes!, feito cinzas, prostrados e silentes.

  • 36:30

    Ai dos (Meus) servos! Não lhes foi apresentado mensageiro algum sem que o escarnecessem!

  • 36:31

    Não reparam, acaso, em quantas gerações, antes deles, aniquilamos? Não retornarão a eles.

  • 36:32

    Todos, unanimemente, comparecerão ante Nós.

  • 36:33

    Um sinal, para eles, é a terra árida; reavivamo-la e produzimos nela o grão com que se alimentam.

  • 36:34

    Nela produzimos, pomares de tamareiras e videiras, em que brotam mananciais,

  • 36:35

    Para que se alimentem dos seus frutos, coisa que suas mãos não poderiam fazer. Não agradecerão?

  • 36:36

    Glorificado seja Quem criou pares de todas as espécies, tanto naquilo que a terra produz como no que eles mesmosgeram, e ainda mais o que ignoram.

  • 36:37

    E também é sinal, para eles, a noite, da qual retiramos o dia, e ei-los mergulhados nas trevas!

  • 36:38

    E o sol, que segue o seu curso até um local determinado. Tal é o decreto do Onisciente, Poderosíssimo.

  • 36:39

    E a lua, cujo curso assinalamos em fases, até que se apresente como um ramo seco de tamareira.

  • 36:40

    Não é dado ao sol alcançar a lua; cada qual gira em sua órbita; nem a noite, ultrapassar o dia.

  • 36:41

    Também é um sinal, para eles, o fato de termos levado os seus concidadãos na arca carregada.

  • 36:42

    E lhes criamos similares a ela, para navegarem.

  • 36:43

    E, se quiséssemos, tê-los-íamos afogada, e não teriam quem ouvisse os seus gritos, nem seriam salvos,

  • 36:44

    A não ser com a nossa misericórdia, como provisão, por algum tempo.

  • 36:45

    E quando lhes é dito: Temei o que está antes de vós e o que virá depois de vós, talvez recebereis misericórdia, (desdenham-no)

  • 36:46

    Não lhes foram apresentados quaisquer dos versículos do seu Senhor, sem que os desdenhassem!

  • 36:47

    E quando lhes é dito: Fazei caridade daquilo com que Deus vos agraciou!, os incrédulos dizem aos fiéis: Havemos nósde alimentar alguém a quem, se Deus quisesse, poderia fazê-lo? Certamente estais em evidente erro.

  • 36:48

    E dizem (mais): Quando se cumprirá essa promessa? Dizei-no-lo, se estiverdes certos.

  • 36:49

    Não esperam nada, a não ser um estrondo que os fulmine enquanto estão disputando.

  • 36:50

    E não terão oportunidade de deixar testamento, nem de voltar aos seus.

  • 36:51

    E a trombeta será soada, e ei-los que sairão dos seus sepulcros e se apressarão para o seu Senhor.

  • 36:52

    Dirão: Ai de nós! Quem nos despertou do nosso repouso? (Ser-lhes-á respondido): Isto foi o que prometeu o Clemente, eos mensageiros disseram a verdade.

  • 36:53

    Bastará um só toque (de trombeta), e eis que todos comparecerão ante Nós!

  • 36:54

    Hoje nenhuma alma será defraudada, nem sereis retribuídos, senão pelo que houverdes feito.

  • 36:55

    Em verdade, hoje os diletos do Paraíso estarão em júbilo.

  • 36:56

    Com seus consortes, estarão à sombra, acomodados sobre almofadas.

  • 36:57

    Aí terão frutos e tudo quanto pedirem.

  • 36:58

    Paz! Eis como serão saudados por um Senhor Misericordiosíssimo.

  • 36:59

    E vós, ó pecadores, afastai-vos, agora, dos fiéis!

  • 36:60

    Porventura não vos prescrevi, ó filhos de Adão, que não adorásseis Satanás, porque é vosso inimigo declarado?

  • 36:61

    E que Me agradecêsseis, porque esta é a senda reta?

  • 36:62

    Não obstante, ele desviou muita gente, dentre vós. Por que não raciocinastes?

  • 36:63

    Eis aí o inferno, que vos foi prometido!

  • 36:64

    Entrai nele e sofrei hoje, por vossa descrença.

  • 36:65

    Neste dia, selaremos as suas bocas; porém, as suas mãos Nos falarão, e os seu pés confessarão tudo quanto tiveremcometido.

  • 36:66

    E, se quiséssemos, ter-lhes-íamos cegado os olhos; lançar-se-iam, então, precipitadamente pela senda. Porém, como averiam?

  • 36:67

    E se quiséssemos, tê-los-íamos transfigurado em seus lares e não poderiam avançar, nem retroceder.

  • 36:68

    E se concedemos vida longa a alguém reverter-lhe-emos a natureza: não o compreendem?

  • 36:69

    E não instruímos (o Mensageiro) na poesia, porque não é própria dele. O que lhe revelamos não é senão uma Mensageme um Alcorão lúcido,

  • 36:70

    Para admoestador quem estiver vivo, e para que a palavra seja provada, a respeito dos incrédulos.

  • 36:71

    Porventura, não reparam em que entre o que Nossas Mãos fizeram (entre outras coisas) está o gado, de que estão deposse?

  • 36:72

    E os submetemos a eles (para seu uso)? Entre eles, há os que lhes servem de montarias e outros de alimento.

  • 36:73

    E deles obtêm proveitos (outros) e bebidas (leite). Por que, então, não agradecem?

  • 36:74

    Todavia, adora outras divindades, em vez de Deus, a fim de que os socorram!

  • 36:75

    Porém, não podem socorrê-los; outrossim, são eles que serão trazidos como legiões.

  • 36:76

    Que seus dizeres não te atribulem, porque conhecemos tanto o que ocultam, como o que manifestam.

  • 36:77

    Acaso, ignora o homem que o temos criado de uma gota de esperma? Contudo, ei-lo um oponente declarado!

  • 36:78

    E Nos propõe comparações e esquece a sua própria criação, dizendo: Quem poderá recompor os ossos, quando jáestiverem decompostos?

  • 36:79

    Dize: Recompô-los-á Quem os criou da primeira vez, porque é Conhecedor de todas as criações.

  • 36:80

    Ele vos propiciou fazerdes fogo de árvores secas, que vós usais como lenha.

  • 36:81

    Porventura, Quem criou os céus e a terra não será capaz de criar outros seres semelhantes a eles? Sim! Porque Ele é oCriador por excelência, o Onisciente!

  • 36:82

    Sua ordem, quando quer algo, é tão-somente: Seja!, e é.

  • 36:83

    Glorificado seja, pois, Aquele em Cujas Mãos está o domínio de todas as coisas, e a Quem retornareis.

Paylaş
Tweet'le